10 Lições a tirar com as Eleições da Madeira

Fogo de Artifício na Madeira

Eis aquilo que escapou ao olhar atento dos comentadores políticos por estes , alegadamente, estarem mais interessados em analisar o resultado do jogo de futebol Portugal x Sérvia.

“Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe” - A Madeira livrou-se finalmente do Dr. Alberto João Jardim, mas não sem antes ele conseguir provar que é muito fácil ser “tiranito” em democracia, batendo mesmo o “score” de longevidade do Salazar. Só faltou mesmo o fogo-de-artifício…

Os Dinossauros fazem parte do passado - o Dr. Alberto João Jardim aprendeu a lição às suas custas, quanto ao Professor Marcelo Rebelo de Sousa, o Dr. Santana Lopes e o Dr. Durão Barroso, que são tipos espertos, não vão poder fazer vista grossa.

Não se marcam eleições na Quaresma - ou arriscam-se a que mais de 50% dos eleitores se recusem a sair de casa para “pecar” e façam “abstinência eleitoral”, para não se sentirem, no futuro, cúmplices das desgraças do país.

Somos um país de poetas - a poesia está definitivamente na moda e a prova-lo estão os 3.4% de votos poéticos (em política designados por votos nulos). Arrancaram ontem os castings do "Madeira got TALENT 2015".

Em política é sempre melhor jogar pelo Seguro - o PS devia saber que quando o Costa virou as costas ao país, o país ficou de costas viradas para o Costa… e assim continua. A vida não está fácil para o antigo número dois de Sócrates.

Afinal o “Efeito Sócrates” é real - embora no PS haja quem atribua as culpas desta catástrofe eleitoral a “fenómenos atmosféricos locais”, estou convencida que o “paleio de aljube” do engenheiro nunca convenceu ninguém (nem os autores dos hinos de apoio).

“A união faz a forca” - não, não foi erro ortográfico, o PTP, o PAN e o MPT descobriram que “mais vale sós do que mal coligados”… com o PS.

“O pior cego é o que não quer ver” - para o Dr. Paulo Portas, o facto do CDS ter perdido um terço dos votos e “assistido na bancada” à conquista da maioria absoluta do PSD, origina um "resultado especialmente consistente, resistente e sustentado". Vá se lá saber porquê.

Não chega estar juntos do povo - especialmente se tal acontecer apenas nas campanhas eleitorais, o importante é estar Juntos Pelo Povo (JPP). Nesse caso o povo junta-se à festa e juntos conquistam pelo menos 10% dos votos.

"Só faz falta quem cá está” - o Dr. Marinho e Pinto, culpa o Tribunal Constitucional por este não ter deixado o Partido Democrático Republicano (PDR) expressar as suas ideias na Madeira. Quem culpará ele pelo seu partido ainda não ter sido capaz de expressar nenhuma ideia em lado nenhum?

Os políticos do “continente” têm aqui muita matéria para estudar nas férias da Pascoa, quando forem gozar as suas, mais do que merecidas, miniférias ao algarve.

Deixe a sua contra-alegação...

Instagram