1 de Abril - DIA DAS VERDADES

Flor do algodão

A tradição já não é o que era. Lembro me de ficar em pulgas com o aproximar do dia 1 de abril. Nesse dia eu parecia uma criança, a tentar adivinhar qual a mentira que o telejornal nos tinha preparado.

Eu por cá, para comemorar em beleza, na padaria enganava-me de propósito nos trocos e sempre amealhava mais umas massas no apuro de caixa.

Alegadamente hoje os tempos são outros e o difícil é tentar adivinhar se alguma coisa que os políticos falam p'ra aí é verdade. Só que é raro fugir-lhes a boca para a verdade.

Para pôr isto tudo nos eixos, como diria aquela senhora alemã, a Ângela qualquer coisa, temos que fazer uma reforma estrutural da nossa democracia. Toma lá que já almoçaste.

Aqui fica a minha receita. O dia 1 de Abril passa a ser o Dia das Verdades e nenhum político pode mentir neste dia. Mas eles a mim não me enganam, antes de subirem ao palanque para botar discurso p'ro zé-povinho, vão ter de passar pelo Teste do Algodão. Nós donas de casa sabemos bem que o algodão não engana.

Mas calma que ainda não acabei. Nesse dia têm também que fazer aquelas coisas, como quando acaba um jogo de futebol, para responder às perguntas do pessoal. E ai deles que mintam. Vai ser bonito vai.

Para fechar com chave de ouro, esse dia passa a ser feriado nacional. Claro que para não chatear a tal senhora alemã em compensação acabamos com o feriado do 25 de Abril. Até porque é um dos dias em que mais mentiras se dizem em Portugal.

Até parece que já estou a ver o povo nas celebrações, de pá na mão, a gritar: Dia 1 de Abril sempre! Dia 1 de Abril sempre!

Com uma flor do algodão na lapela…

Deixe a sua contra-alegação...

Instagram