Maestro Nóvoa: a boa-nova ou mais do mesmo?

Sampaio da Nóvoa

Eis mais um candidato a candidato a Presidente da República, da ala esquerda do espectro político. Foi-nos vendido como um académico, mas entrou a “plissar” com um discurso de “aprendiz de feiticeiro”.

Alegadamente, chegou e disse…“não tenho filiação partidária e nunca exerci cargos políticos. Este facto não me aumenta, nem me diminui, mas marca uma diferença… tirou a cartola e foi-se!

Se existe essa “diferença” que ele referiu, ela não se fez notar no lançamento da candidatura. Brindou-nos a todos com um discurso sectário, para “esquerda ver”, bem recheado de demagogia. Nem as citações de poetas famosos o conseguiram salvar.

Um bom exemplo disso mesmo foi quando exclamou: “Que política é esta? Sem uma única ideia de futuro para Portugal! Que país é este? Que parece sem vontade, sem pensamento, sem rumo!”. Devia ter tido a coragem de ter feito a pergunta que nos atormenta: Que políticos são estes? Sabendo bem que alguns deles estavam ali com ele, sentados na primeira fila…

Seja como for fiquei na dúvida, Sampaio da Nóvoa é o candidato lebre do PS para abrir caminho a outros candidatos ou apenas gato por lebre?

Eu cá continuo a preferir o Coelho da Páscoa...

2 contra-alegações:

  1. É mais um verbo de encher... O estilo de gajo que dá jeito à tal máfia de colarinho branco que anda a fazer negócios pelos corredores da Assembleia.

    Um gajo bacano que fala bem e que não os chateia. É destes é que eles gostam... Malta que vai entretendo o povo com falinhas mansas e não mete o nariz onde não é chamado.

    ResponderEliminar
  2. Não sei é como é que as pessoas continuam a votar nestas pessoas, que logo de inicio mostram a sua hipocrisia. Há uns meses atrás não era candidato, agora já é. Outros sabem que não podem aumentar as reformas, nem criar empregos assim por magia mas prometem isto como se fossem tirar o coelho da cartola.

    Agora a culpa de esta gente ainda continuar a dizer estes disparates e chegarem ao poder é nossa, que continuamos a votar nesta gente e a deixar que eles governem (ou finjam) o nosso pais.

    ResponderEliminar

Instagram