O Coelho caiu numa ratoeira

Passos Coelho

Numa inauguração presidida pelo nosso primeiro-ministro, de repente surge-lhe pela frente Dias Loureiro, um dos seus heróis juventudes. Ele não poderia renegar a amizade, nem os princípios que os unem!


…dito de uma forma mais correta, alegadamente, a falta deles.

Não entendo o coro de críticas generalizadas dos portugueses… afinal de contas é mais aquilo que os une do que aquilo que os separa!

Foi surpresa para alguém?

Deixe a sua contra-alegação...

Instagram