Passos Coelho: O Nostradamus da democracia portuguesa?

Passos Coelho

Enquanto nós tardamos a ver os reflexos positivos do governo maioritário PSD/CDS, o primeiro-ministro, em campanha eleitoral, afirma que “se ninguém tiver maioria… como se costuma dizer vai ser o diabo”.

E até aqui tem sido exactamente o quê? Um verdadeiro Paraíso? Se sim, então nesse caso, resta apenas saber para quem!

De uma coisa podemos ter a certeza, os partidos do arco da governação que alegadamente têm visões estratégicas, tão díspares para o futuro do país, partilham da mesma conceção de democracia. Segundo eles, uma democracia saudável é aquela que lhes permite, alternadamente, serem ditadores por períodos de quatro anos.

Infelizmente a culpa não é apenas da classe política. É também de todos aqueles que perante os sucessivos atos eleitorais afirmam: “venha o diabo e escolha”.

O diabo obedece, vem e escolhe… mas sempre em seu benefício! Senão não era o diabo…

Deixe a sua contra-alegação...

Instagram