Entregar o PLASMA ao bandido…

Negócio do Sangue

Tem consciência que, alegadamente, a maioria dos milhares de litros de plasma recolhidos, anualmente em Portugal, junto dos nossos dadores de sangue vai para o lixo? Literalmente para o caixote do lixo!

Não porque não tenha valor, mas porque vale ouro! Parece estranho não?

Mas é fácil de explicar…

Alegadamente, para que a multinacional farmacêutica Octaphrama possa vender anualmente ao estado uma grande fatia dos 7 milhões de euros de Plasma Inativado e dos 60 milhões de euros de Hemoderivados consumidos pelos doentes portugueses, é indispensável deitar para o lixo o plasma recolhido em Portugal.

Ironia das ironias, a reciclagem do plasma deitado ao lixo ainda nos custa umas largas dezenas de milhares de euros por ano...

O nome Octapharma tem a sua origem na palavra grega “octo”, que significa oito em português. Segundo eles foram buscar inspiração ao “fator VIII”, o fator de coagulação sanguínea, em falta nos doentes hemofílicos.

Depois de vermos a reportagem da TVI, parece mais credível terem-se inspirado na máfia e nos oito tentáculos do polvo…

Aguardemos pela segunda parte da reportagem da TVI e também pelo indispensável exercício do contraditório por parte dos visados…

Será desta que os vampiros passam à história em Portugal?

Deixe a sua contra-alegação...

Instagram