EDP/REN: Privatização ou “Penhorização”?

Tabuleiro de Xadrez Luminoso

Todos sabemos que a iliteracia financeira dos portugueses é muito grande, só não sabíamos é que alegadamente, a do primeiro-ministro não fica atrás. A minha dúvida é se se trata apenas de iliteracia financeira!

Pedro Passos Coelho, quando questionado sobre as conclusões do relatório de auditoria sobre as últimas privatizações, da EDP e da REN, publicado pelo Tribunal de Contas, responde a alhos… com bugalhos.

O relatório diz, preto no branco, que o estado português perdeu mil e seiscentos milhões de euros por ter escolhido um mau timing para privatizar as referidas empresas (ver paginas 77 e 118). Ao que o chefe do governo responde: “é preciso saber também quanto é que o estado pagaria por ir buscar o mesmo dinheiro que foi buscar com a privatização, nas condições financeiras dos anos em que elas ocorreram”

Não senhor primeiro-ministro, não é preciso saber nada disso!

Os cálculos feitos pelo Tribunal de Contas, atualizaram os fluxos financeiros previstos, provenientes dos dividendos das empresas a privatizar, de acordo com as boas práticas do calculo financeiro. Usaram para tal a taxa anual de 3.8% (taxa de juro implícita da dívida direta do Estado, divulgada no Relatório Anual de 2012 “Gestão da Tesouraria do Estado e da Dívida Pública”, publicado pelo IGCP).

Por favor, peça desculpa ao país, pelo lapso e pelo erro!

Quanto ao montante de vinte e oito milhões de euros gastos com consultorias diversas, também mencionado no relatório (ver página 20), não me vou alongar muito nos comentários, pois tratam-se de despesas normais de funcionamento da Corte Republicana. Gostaria apenas de lembrar que são quase seis milhões de contos na moeda antiga, e que tal dá para pagar muita massa cinzenta e muitas resmas de papel, sem que se tenham visto grandes resultados práticos, antes pelo contrário.

Sugiro que no futuro, o Tribunal de Contas, em vez de vir “chorar sobre o leite derramado", passe e ter um papel de validação prévia em todos os processos de privatização…

Quer se queira quer não, os governantes vão e vêm, mas o país fica! E fica cada vez mais pobre!

Deixe a sua contra-alegação...

Instagram