Pas de Deux

Hollande e Merkle

A senhora Merkel e o senhor Hollande tinham ensaiado dançar o “Lago dos Cisnes”, mas foram obrigados a “chafurdar” no Charco dos Patos. Caso continuem a não ter juízo a coisa pode piorar para o lado deles.

Só tenho pena é que o lado deles é nosso lado, pois na esfera europeia só há um lado, o do povo europeu. Por isso mesmo devemos estar todos extremamente preocupados. A chanceler alemã e o presidente francês têm que enfrentar a realidade.

Depois da bofetada de luva branca que levaram com o referendo grego, ainda se acham no direito de afirmar que “a porta está aberta às discussões”? Mas em algum momento houve outra alternativa?

Já fizeram de Tsipras um herói, agora querem fazer do povo grego mártir? Vão ceder nas negociações apenas quando a Grécia estiver a viver uma crise humanitária?

Alguém no seu perfeito juízo acredita que é assim que a Europa vai conseguir controlar os movimentos políticos extremistas de esquerda ou de direita? Talvez aqueles eurovisionários que alegadamente acreditavam na vitória do “sim” no referendo grego, acreditem também nesse disparate.

É tempo de parar com o “vira o disco e toca o mesmo”

1 contra-alegação:

  1. Só alguém muito alienado pela dialética política vigente poderia acreditar que o "socialismo" burguês françês poderia fazer a diferença perante o quadro europeu actual.O sistema bi-partidário(tipo bloco central no euro)tomou conta da política e da estratégia ao serviço do sistema económico/financeiro(representado no bilderberg e afins) e da visão de um mundo de competição entre blocos(já não só entre Estados)onde a Europa está agora(já o estava em outros sentidos)a meio caminho entre o sistema USA e o sistema China

    ResponderEliminar

Instagram